Kombi 4 portas


Autor: Rafael de Oliveira

Colaboração: Nê Lemos


Criação: Fevereiro de 2017
Atualização: Abril de 2019

HISTÓRIA

No meio da década de 80, a VW produziu algumas unidades de uma variação da Kombi 6 portas, famosa na primeira geração da Kombi Brasileira. O modelo resistiu na segunda geração, mas não alcançou o mesmo sucesso. Essa variação adotava a lateral direita com portas individuais, mas mantinha a lateral esquerda com o layout da Kombi Standart e por isso o seu nome de Kombi 4 portas: Uma Kombi 6 portas com duas portas a menos.

Apesar de ser um projeto sob encomenda, algumas unidades foram produzidas desde 1983 até o fim da década de 80, conforme nossa pesquisa. Porém, a maior e mais conhecida encomenda foi da CMTC, Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo, de São Paulo em 1986.


CMTC

Inicialmente as cerca de 30 unidades que a CMTC encomendou trabalhavam em linhas testes, quando o poder público avaliava a criação de novos itinerários. Um exemplo foi a operação da linha Bandeira x Centro Empresarial, conforme foto abaixo:

linha-kombi-1987.jpg

Todas as Kombis adquiridas eram modelo 231 (Standard) na plaqueta, apesar do acabamento luxo no interior, com revestimento no teto. Todas eram movidas à Álcool e com o tanque de partida a frio para a gasolina. Parte da encomenda definiu que todas viriam de fábricas pintadas na cor “Vermelho Londrino”, cor padrão da CMTC na gestão do prefeito Jânio Quadros.

10.jpg

Em 1987, com a inauguração do Corredor Santo Amaro/ 9 de Julho, as Kombis foram realocadas para a chamada “Operação Corredor”. Elas operavam por 24h diárias atendendo ocorrências, que eram muito comuns, devido ao ineditismo do corredor do lado esquerdo da via.

VIATURA-CORREDOR-219.jpg

A “Operação Corredor” se estendeu até o fim daquela década e depois algumas Kombis foram desativadas, o que nos leva a crer que seu destino foi o ferro velho ou ainda, no mercado normal, podem ter sido convertidas em Kombi Standard convencionais. As que estavam em boas condições foram realocadas em trabalhos administrativos até serem desativadas definitivamente na década de 90.

94fe2beb2032dc5bad174cf4e85161b1.jpg

Foto da garagem Jabaquara da CMTC (Av. George Corbisier) já nos anos 90 durante uma greve (o que explica os cartazes no portão de entrada, o pátio cheio e a presença da Veraneio Vascaína além da tropa da Força Tática). A Kombi 4p da foto deveria estar em algum trabalho administrativo ou de fiscalização, motivo pelo qual ela ainda está do lado de fora da garagem.


IVAN.jpg

Aqui mais uma imagem de arquivo, com a Kombi no setor de manutenção juntamente com seus irmãos besouros, também da década de 90.


A RESTAURAÇÃO DA VIATURA 210

Por volta de 2007, visando a construção do acervo do Museu dos Transporte de SP uma das cinco Kombis 4p que estavam encostadas e abandonadas no pátio da SPTrans (antiga CMTC) foi escolhida para ser restaurada por completo.

DSC01967.JPG

Clique na imagem para ver a galeria completa das viaturas abandonadas no pátio


Conforme o relato do companheiro Lemos, a Viatura 210 foi escolhida por estar em melhor condições que as demais. Tinha apenas alguns detalhes para serem refeitos no salão, próximo à área da coluna que divide as portas. Desta forma, a restauração seguiu de maneira tranquila, com focos e recursos destinados a detalhes e acabamentos.

PB230001.JPG

Clique na imagem para ver a galeria da Kombi no processo de restauração


PB270085.JPG

Clique na imagem para ver a galera com os detalhes da tapeçaria, que foi executada pelo Vovô Tapeceiro (in memorian), com material original, encontrado na época.


17.jpg

Clique na foto para ver mais detalhes da Kombi
Toda a restauração buscou ter a maioria dos acessórios e peças originais da Kombi. As sirenes não são do modelo exato do usado no passado, devido aos custos proibitivos para o projeto, naquele momento, o que acaba ficando pequeno para o tamanho do cuidado e esmero que todos os responsáveis tiveram com esse trabalho.


kombi CMTC - OPERAÇÃO CORREDOR.png

O último passo foi a adesivação da Kombi com os ícones e dizeres de época, etapa que foi concluída em 30 de abril de 2008, praticamente um ano depois do início da restauração. Porém a primeira exibição da Kombi no museu, de fato, só se deu um ano depois, em abril de 2009:

DSC08890.JPG

DSC08868.JPG

Clique nas imagens e veja todas as fotos da Viatura 210 completamente restaurada!


O reconhecimento do trabalho bem feito, veio rápido, com uma reportagem especial da revista Fusca e Cia sobre o modelo e sua restauração:

14962887_1144050715672691_1201553546_n.jpg

Clique na capa da revista para ler a reportagem inteira


Folder VW Nigéria Kombi 4 portas

Clique na imagem para ler


Para conferir essa restauração de perto, basta visitar o Museu dos Transportes Públicos Gaetano Ferolla, av. Cruzeiro do Sul, 780, próximo à estação de metrô Armênia. Apesar do acervo do museu não ser estático, há uma grande chance de você encontrar com ela por lá!


Outras Fontes:

http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2011/01/no-corredor/

http://espn.uol.com.br/noticia/63405_video-conheca-as-reliquias-do-museu-dos-transportes-publicos

https://www.facebook.com/cmtcsp/

http://onibusbrasil.com/foto/1648981/

 

Voltar

Newsletter

 

Receba novidades do site no seu email.

 

Nome:
Email: